Posts Marcados Com: histórias de vida

Lançamento: “Para nossas crianças”

Ainda no início do ano, fomos procurados para editar e concretizar um projeto cuja história já encantava por si.

Tratava-se de um original escrito por Anna Cândida Aranha Rodrigues de Andrade, uma verdadeira contadora de histórias. Suas narrativas eram sempre aguardadas pelas crianças da família, ávidas por ouvir novamente os episódios da infância que Tia Anna sempre trazia consigo. Um dia, atendendo aos pedidos e sugestões dos adultos, ela começou a escrever essas histórias para que ficassem registradas de forma que mais e mais crianças desta árvore genealógica que jamais termina pudessem conhecer no futuro.

Sábio conselho, sábia Tia Anna: ela realmente passou em palavras aquilo que até então havia contado apenas verbalmente. Em 2007, quando faleceu, ela havia garantido a perenidade daquele cenário que hoje se faz tão distante.

Mas ainda faltava o último passo: transformar o arquivo de texto num objeto livre e vivo: um livro! E assim se fez.

Com a Biografias & Profecias o texto foi lido, relido e editado de maneira leve e respeitosa para não lhe tirar a autoria. Recebeu uma diagramação de acordo com aquele tema – a infância na fazenda. Nosso projeto gráfico ganhou a colaboração essencial de dois sobrinhos-netos da Anna Cândida. Por fim, a ideia em mantê-los em preto e branco, pois, como o próprio nome do livro indica é “Para nossas crianças”. Dessa forma, as páginas convidam os lápis de cor para serem coloridas pelo seus atuais e futuros pequenos donos.

Sabemos que cada livro é único, mas ainda nos surpreendemos com o caminho que cada um deles nos mostra. E como sempre queremos assim, sempre trabalhamos para este encontro com o surpreende em todos os aspectos do caminho editorial.

Um brinde à Família Aranha e aos seus pequerruchos, futuros leitores!

foto 2foto 3WhatsApp Image 2017-05-09 at 14.09.55WhatsApp Image 2017-05-09 at 14.08.34 (1)WhatsApp Image 2017-05-09 at 14.08.36WhatsApp Image 2017-05-09 at 14.09.02

Anúncios
Categorias: Nossos livros | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Narrar sua história é gerar empatia

Nos deparamos com essa ótima entrevista concedida por Rodrigo Cogo à Rádio CBN e fizemos questão de compartilhá-la com nosso público. Ela reforça o conceito de que histórias podem apoiar diferentes processos nas empresas.

Relembramos muito das dezenas de experiências positivas que nossos clientes, colaboradores, amigos e familiares já tiveram ao longo do processo de construção de história que a Biografias & Profecias oferece desde 2006.

Desde quando passamos a atender as empresas, nos colocamos a encarar um novo aprendizado, com algumas diferenças em comparação às histórias familiares. Mas desde o começo seguimos uma premissa que reúne a realidade das famílias e das empresas: ambas são formadas por pessoas. Portanto, o valor que continua nos acompanhando é o da humanização.

Numa era em que todos falam muito e poucos têm tempo ou interesse para escutar, sabíamos que a maneira para chamar a atenção do nosso leitor seria contar a história de maneira atraente, respeitando o tempo que ele porventura reserva.

Rodrigo Cogo vai direto ao assunto ao apontar que hoje as empresas começam a resgatar as vidas que existem por trás de documentos e números. São pessoas repletas de emoções e, claro, memórias. E quando se junta esse arcabouço de histórias, temos um conjunto de narrativas com emoções da vida real e vozes autênticas. Rodrigo, que acaba de lançar um livro sobre o assunto, Storytelling – as narrativas da memória na estratégia da comunicação, ainda é enfático ao dizer que, além das boas repercussões internas, os desdobramentos ao público externo são também os mais variados.

Não é de hoje que o mercado (ou a humanidade) percebe a eficiência de se compartilhar as histórias reais da marca e das pessoas que trabalham ou convivem com ela de alguma maneira. Outro especialista no assunto, Adilson Xavier, apresenta logo no início do livro Storytelling – histórias que deixam marcas, o drama vivenciado por publicitários e outros comunicadores diante deste quadro atual em que a tecnologia passa a pedir mais afetividade; a opções de entretenimento se conflituam com o tempo possível das pessoas; o volume de informação briga com a capacidade de retenção; e a superficialidade gera uma sede por profundidade.

Diante dos processos que conduzimos (de livros a oficinas de histórias de vida) e os resultados (as histórias compartilhadas), podemos testemunhar o que vai além: o despertar da empatia ao assunto, às outras pessoas e, claro, à marca.

Se você é empresário – seja de pequena, média ou grande empresa – vale a pena ganhar 30 minutos do seu dia ouvindo o que Rodrigo Cogo diz sobre essa estratégia repleta de vida e empatia.

Categorias: Fonte de inspiração, Nosso Ofício | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Lançamento – Reminiscências

Um dos trabalhos que nos marcaram neste ano de 2016  foi o livro de comemoração ao centenário de Amélia Costalonga Varejão.

Este belo projeto familiar já havia sido iniciado há anos, escrito em forma de fragmentos de lembranças ditadas por Amélia e escritas por sua filha, Maris Stella. Com o tempo, as memórias foram complementadas por outros familiares, como um tecido de histórias.

Todas essas narrativas estavam transcritas em dois cadernos e os filhos de Amélia sentiam falta de uma formatação para esse registro. Hoje, quando a memória da protagonista já não alcança tantos detalhes, o registro está garantido. O livro, chamado Reminiscências, foi o grande símbolo da festa de aniversário de seus 100 anos de idade, na presença de netos e bisnetos. Além de conter todo esse registro por escrito, há fotos de Amélia e cada núcleo familiar de seus nove filhos.

Para deixar o trabalho ainda mais completo, fizemos uma segunda encadernação – esta de páginas em branco – com o nome Mensagens, especialmente para receberem as palavras dos convidados durante a festa (além dos novos capítulos dessa história a serem escritos a mão pelos filhos a partir de agora).

Fica aqui nossa gratidão à Amélia e família pelo privilégio de realizarmos mais este projeto!

Amélia_05Amélia_04Amélia_03Amélia_02Amélia_01

Categorias: Nossos livros | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

O assunto é casamento

Em nossas andanças, nos deparamos com esse cantinho especial chamado Casa Amarela Casamentos. Foi lá que, na semana passada, tivemos o privilégio de novos encontros enquanto expúnhamos nosso trabalho para casais que querem um registro literário de suas histórias.

E há algo ainda não dito sobre a celebração de casamentos? Certamente não, mas esse é um tema que nunca se esgota porque traz aquilo que move a vida: o AMOR!

E como as histórias de amor partem de encontros de outras histórias de vida, na Casa Amarela não foi diferente. As pessoas ali não estão e nem chegam por acaso. A diferença é que num mundo onde as celebrações agora contam com uma potente indústria, um grupo de profissionais no assunto, optou por seguir uma direção alternativa e oferecer aos noivos algo mais orgânico e artesanal, sem perder a excelência e espontaneidade.

Se pensarmos pela estrutura, há na celebração aspectos comuns a qualquer cerimônia: o espaço, o convite, os noivos (claro!), a comida, os trajes. Mas há algo que merece nunca ser esquecido: o propósito!

É ao redor do propósito e da essência desse amor e sendo coerente à identidade do casal e tudo que ele traz, que toda a proposta da Casa Amarela se desdobra, num processo não impositivo, mas inclusivo e participativo.

Quantas histórias ali são contadas? Muitas! A noiva traz a sua, o noivo a dele. Sem falar nos pais, padrinhos, amigos. Mas tem a história da florista que honra sua vocação e as flores, pensando em arranjos que melhor representem os noivos e encante os convidados; a da calígrafa e cerimonialista que imprime estilo e beleza onde sua letra toca e harmoniza todo o enredo da festa; a chef que desenvolve um cardápio que remete à memória, nutrindo as pessoas de corpo e alma; e tantas outras, como quem cuida dos docinhos com arte, até chegar à dos próprios anfitriões da Casa Amarela que decidiram abrir o espaço – que há onze anos celebra festas infantis – para também reverenciar o amor e tantos encontros de um jeito especial.

Assim, já que quem casa quer casa, a Casa Amarela está de portas abertas!

(Fotos por Viés Fotografia)

 

Categorias: Bastidores, Casamentos, Uncategorized | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

A crise e a crise de identidade

old-fashioned-accountancy-007Tempos bicudos? Parece que sim. Mas uma coisa é certa: essa não é a primeira crise econômica que vivemos e tampouco será a última. Há quem diga que em épocas como essa, o dinheiro não desaparece, apenas troca de mãos. Aliás, se alguém puder dar uma dica de quais mãos sãos essas, seja bem-vindo!

Por pior que a situação pareça, o verdadeiro problema acontece quando a falta de dinheiro nos faz esquecer de quem somos. Pudera: certas vezes associamos o ter ao ser e, na escassez material, chegamos até mesmo a refletir se estamos no caminho certo, ignorando que foi este mesmo caminho que nos trouxe outros tantos sucessos e satisfações.

E é aí que o processo de resgate da memória tem um valor ainda maior.

Se deixarmos o saldo de nossas contas dizer quem somos, ficamos fadados à triste escassez. Mas se mergulhamos em nossas raízes, origens, de onde viemos e como fomos forjados, aí, em tempos nebulosos, temos a capacidade de perder o sono, mas não o brilho! Somos a somatória das nossas vivências, das pessoas com as quais resolvemos nos relacionar, das nossas escolhas, vitórias e desafios.

E conforme vamos nos apoderando daquilo que nos construiu, incorporamos uma força vital que resgata nosso orgulho, coragem e a fé daquilo que somos e que, afinal, somos nós quem damos o tom à vida – numa sequência de acordes, graves e agudos, é verdade – e podemos escolher como dançar conforme a melodia.

Por isso, em tempos de crise, fique atento à economia que você vai fazer. Não adie aquilo que nem o tempo e nem o dinheiro compram. Viva o presente com sua essência e não com o medo que disfarça a parálise em nome de previdência. É importante, sim, contar dinheiro, mas isso não é tudo. Conte também sua história. Afinal, ela é uma grande e nobre fonte de riqueza.

Um dos exemplos mais simbólicos que a Biografias & Profecias pôde acompanhar aconteceu no ano passado, quando estávamos escrevendo o livro À luz dos números, onde contamos a história da Luz & Oliveira, uma empresa de contabilidade de Joinville, cuja história inspira qualquer empresário, independente de sua área.

0d9ee74db58a7bc19a148b1ae3cd3514Enfim, após fazermos as diversas entrevistas e apresentarmos o texto original para a aprovação dos diretores, Rosa da Luz, sócia fundadora da empresa, pediu um tempo para nós: assim que acabou de ler os capítulos, refletiu sobre como seu livro deveria acabar. Ou seja, qual rumo ela gostaria que seu escritório de contabilidade tomasse a partir do presente? Quais seriam os próximos capítulos?

Rever seu passado foi um gatilho para novas tomadas de decisões que, por sua vez, foram possíveis graças ao processo de resgate que havíamos proporcionado durante aqueles nove meses de produção do livro. Rosa não passava por uma crise financeira, mas seu despertar como empresária a fez olhar seu negócio de maneira mais lúcida – um olhar que, em tempos de crise, se faz mais do que bem-vindo e essencial.

Categorias: Nosso Ofício | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

O nascimento do Conto Biográfico

Eis que hoje vamos contar um pouco sobre nós mesmos…

Em 2012, durante umas das reuniões da equipe da Biografias & Profecias, começamos a pensar em maneiras de contar sobre a vida de alguém sem necessariamente abarcar toda a sua trajetória. Se a vida é feita por um conjunto de episódios, por que não contar sobre apenas um deles caso seja este o desejo de quem nos chama para escrever?

Foi então que refletimos por alguns dias tentando chegar a um nome para este produto. Foram várias sugestões, entre elas “bonsai”, já que se tratava de uma ideia de completude, mas num tamanho compacto. Só que não se encaixava muito bem. Primeiro, porque o nosso símbolo, essa arvorezinha do logo, já é um bonsai – cuja simbologia representa o nosso trabalho: uma vida cultivada ao longo de diversas gerações com intuito de durar um tempo imensurável, cumprindo o papel de um legado às gerações seguintes. O bonsai representa também uma vida toda – das raízes aos frutos – com toda a sua riqueza e que é possível pegar com as mãos.

Então, quando pensamos nas diferenças entre um livro que contasse uma vida inteira e outro que falasse sobre um episódio (um casamento, uma viagem, entre outros momentos), partimos da comparação de que um livro maior estava mais próximo de um romance (em termos de tamanho), assim como a história de um episódio se assemelhava à extensão de um conto.

Eureca! Tínhamos criado o nome para nosso próximo “filho” – O CONTO BIOGRÁFICO!

Sim, este é um termo que já existia antes, em outro contexto. No meio literário é comum haver a classificação de romance biográfico, caracterizado por uma longa história baseada na vida de um personagem real. Neste caso, tempera-se a narrativa com algumas pitadas fictícias. Da mesma maneira, se o escritor cria um conto baseado numa vida real, este é chamado de conto biográfico.

Diferente disso, o termo que encontramos para batizar nosso produto vinha de uma mera questão de tamanho, uma maneira simples para que nossos clientes entendessem as diferentes dimensões de conteúdo.

Logo naquele ano fizemos o primeiro Conto Biográfico na história da BP (este é nosso apelido entre nós – nossa abreviação), sobre o casamento da Renata e do Fred. Além da história deles, o livro conta com elementos visuais que remetem ao casal, assim como fotos e registros de imagens.

Hoje comemoramos o sucesso do formato, não só pela satisfação dos clientes e de seus presenteados, mas ao constatar que temos servido de inspiração para outros profissionais do ramo, inclusive sabendo que o nome de um produto nosso está se tornando, na verdade, um conceito.

Se um dos lemas da BP é inspirar, estamos conquistando muito mais do que esperávamos.

RenataeFred RenataeFred05 RenataeFred01 RenataeFred02

Categorias: História BP, Nossos livros | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Ego é uma coisa, identidade é outra

tumblr_nlopc4f1rr1rdf6nio1_1280

Por mais que o interesse em histórias de vida tenha ultrapassado as fronteiras das figuras célebres, muitas pessoas acreditam que suas vidas não renderiam um livro por elas serem pessoas comuns, ou não terem alcançado um patamar, digamos, olimpiano.

Bom, primeiramente partimos do princípio de que não existem as tais “pessoas comuns”. Todos temos nossas singularidades formadas pelos nossos sonhos, ensejos, talentos, dificuldades, dúvidas e conquistas. Não importa se o indivíduo viveu como empresário, professor, artista ou dona de casa.

Para alguns, no entanto, parece que transformar sua vida em livro é um certificado de vaidade ou de autopromoção. Isso pode ser verdade – o livro pode ser usado para esse tipo de ferramenta, mas se não for feito com verdade e autenticidade, suas páginas não se sustentam (mas isso é assunto para um outro post…)

O que queremos tratar aqui é que existe um certo pudor, uma sensação da falta de merecimento em protagonizar uma história – mesmo que cada um seja de fato o protagonista de sua própria. Sendo assim, um empresário que superou suas dificuldades, um professor que tanto aprendeu e se dedicou a passar conhecimento aos alunos, um artista que elevou a alma de seu público, a dona de casa que contribuiu para formação de seus filhos… Todos têm livre acesso ao Monte Olimpo – um Olimpo humano, não repleto de deuses, mas onde vive gente de verdade, que sabe o quanto valeu a pena fazer o que foi feito.

Quando se trata de livros empresariais, essa insegurança acomete o líder (muitas vezes o próprio idealizador da empresa). Ele deseja contar sobre sua obra, mas vem com todo o cuidado de não se colocar em sua história, de não se expor, de não “aparecer demais”. Oras, produtos ou departamentos físicos não contam histórias! Quem conta é exatamente quem a construiu, são as pessoas, as mentes e almas repletas de vida e que proporcionam as engrenagens que movem o mundo. Como dissemos, a intenção não é de se construir a imagem do “invencível”, mas sim do ser humano por trás dos números e realizações.

Quando se trata de memórias familiares, há esse receio também, mas parece que as pessoas já enxergam este tipo de livro como um instrumento que será um meio de dialogar com as gerações seguintes, de forma a terem um contato mais próximo sobre suas origens. É uma maneira de resgatar traços de sua identidade acima de qualquer intenção egoica de se ter um livro sobre sua vida, pois ego é uma coisa, identidade é outra. Ego passa, identidade sobrevive. Ego é vaidade, identidade é lastro.

Sendo assim, seguimos com nosso lema de que cada um é herói de sua jornada e todo herói merece ter sua história contada.

A intenção de se ter suas memórias eternizadas já é um motivo mais do que suficiente para registrá-las.

Categorias: história de vida, Nosso Ofício | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Nosso primeiro vídeo está no ar!

A história a gente conta, mas é difícil traduzir em poucas palavras o sentimento de alguém que tem uma história ou uma passagem importante de sua vida registrada em livro por nós.

Todo o processo de construção é muito especial. Os encontros, o resgate da memória, a construção da história, as leituras e o resultado. Valorizamos e somos valorizados pela qualidade de cada etapa. Nossos clientes e os leitores de hoje e de amanhã agradecem o presente!

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.