Grandes datas

A Jornada da Heroína

Deusa Inana

Deusa Inana

 

Os contos de fadas e as histórias mitológicas nos habitam de alguma forma. Ao longo da vida, ao sair de um ponto em direção a outro, podemos protagonizar jornadas dignas de heróis, sejamos homens ou mulheres.
Um dos maiores estudiosos no assunto foi Joseph Campbell, uma das inspirações da Biografias & Profecias.

Leiam abaixo uma reflexão sobre uma relação entre a Jornada do Herói e uma possível Jornada da Heroína, neste trecho extraído do livro Jornada do Herói, de Monica Martinez.

“Há diferença na construção de histórias femininas em relação às masculinas? A Jornada do Herói se difere substancialmente da Jornada do Herói?
O fato é que nem Joseph Campbell, o idealizador da narrativa mítica, nem Christopher Vogler, que a adaptou para o cinema, trataram do tema. Nos Estados Unidos, quem se dedicou a esta pesquisa foi a psicóloga Maureen Murdock (1990). A autora teve a oportunidade de questionar Campbell:

         Meu desejo de entender como a Jornada da Heroína se relaciona à Jornada do Herói levou-me a conversar com Joseph Campbell em 1981. Eu sabia que os estágios da Jornada da Heroína incorporavam aspectos da Jornada do Herói, mas eu sentia que o foco do desenvolvimento espiritual feminino era o de curar a divisão interna entre a mulher e sua natureza feminina. Eu queria ouvir a opinião de Campbell. Fiquei surpresa quando ele respondeu que as mulheres não necessitavam fazer a jornada. ´Em toda a tradição mitológica, a mulher é. Tudo que ela tem a fazer é conscientizar-se que está no lugar onde as pessoas estão tentando chegar. Quando uma mulher percebe esta característica maravilhosa, ela não fica confusa com a noção de ser um pseudo-macho´.

 

Murdock ficou aturdida com a resposta, que considerou profundamente insatisfatória… A psicóloga faz uma leitura superficial da fala de Campbell. Em momento nenhum em sua obra ele diz que as mulheres não empreendem a Jornada. Inúmeros mitos citados pelo autor, como o de Inana, a deusa sumérica, têm como protagonistas mulheres, donde se deduz que estas empreendem Jornadas tanto quanto os homens.

De qualquer forma, Murdock desenvolve sua visão da Jornada da Heroína, que tem como ponto forte a observação de que as mulheres que empreendem a Jornada do Herói nos moldes masculinos saem do desafio com um gosto amargo na boca.
Para ela, a mulher não mais precisa provar sua competência no mundo dos negócios, o que já foi consolidado pelas gerações anteriores. Em outras palavras: não é mais preciso se apropriar dos atributos masculinos, como fizeram por uma questão de necessidade as mulheres nas décadas de 1960 a 1980.
O desafio agora é promover a religação com sua natureza feminina…”

Categorias: Fonte de inspiração, Grandes datas | Tags: , , , , , , , , | Deixe um comentário

Lançamento: Revista do Circo Navegador

Respeitáveis leitores,

É com grande alegria que anunciamos o primeiro trabalho que a Biografias & Profecias publica em 2013: Circo Navegador – uma história de prosa e verso.

Prestes a completar os seus 15 anos de existência, tivemos contato com o Circo Navegador através de Luciano Draetta, um de seus integrantes e idealizadores. Ao ver nossas obras anteriores e conhecer o nosso jeito de trabalhar, Draetta ficou interessado em registrar a memória do Circo Navegador conosco! Sugeriu que fizéssemos algo mais sucinto que um livro. Bastava uma revista, que representasse a alegria da celebração e o compartilhamento deste orgulho com seu público, que poderia lê-la após sair de suas apresentações.

O prazer para a Biografias & Profecias foi do tamanho do maior espetáculo da Terra! E o desafio foi quase igual ao do globo da morte! Como escrever tantas histórias dentro de uma pequena revista? Então, a gente aprendeu com o próprio circo, que consegue transmitir sua essência, emoção e alegria sob as maiores lonas e holofotes ou na menor das pracinhas da cidade, de baixo de chuva.

Regina Magalhães aprendeu a arte do picadeiro na prática, frequentando as aulas de Yoga e Circo oferecidas por eles. Empolgadíssimo com o projeto, o autor Fred Linardi, que estuda o mundo dos palhaços há alguns anos, mal acreditava no que caíra em suas mãos. Ao ficar mais próximo dessa história, soltou a escrita e narrou as memórias deste circo misturando prosa e verso. O texto caiu nas mãos de Davi Elia, que fez uma diagramação arrebatadora!

Para quem quiser conferir, o Circo Navegador disponibilizou todo o conteúdo em seu site, onde também é possível fazer o pedido para receber a revista impressa na sua casa!

Download da revista completa em:
http://www.circonavegador.com.br/downloads/

 

Capa da revista.

Categorias: Grandes datas, Nossos livros | Tags: , , , | 4 Comentários

Feliz natal!

natal_2013__

Categorias: Grandes datas | Tags: | Deixe um comentário

Lançamento do livro De Sonhos e Obras

Novo livro da Biografias & Profecias conta a história dos 25 anos da construtora Teixeira Pinto.  

Concluir um livro e compartilhar este trabalho com os protagonistas da história e com seus leitores é sempre um momento muito especial. É quando a nossa missão se conclui, depois de meses em que nossa equipe fica imersa nas entrevistas, cenários e pesquisas relacionadas à história que o cliente deseja eternizar.

A noite de 13 de novembro foi um desses momentos, quando para nós da Biografias & Profecias vem a sensação de dever cumprido e a expectativa de que o que está escrito inspire mais e mais jornadas para quem as ler hoje, amanhã ou daqui a muito tempo.

Pensando na celebração de seus 25 anos, a Construtora Teixeira Pinto, da cidade de Taubaté, nos chamou para mergulharmos em sua memória.

Foram meses conversando com os f undadores, parceiros de longa data, colaboradores do escritório e das obras. Do financeiro à engenharia; do escritório ao canteiro… É muita história para contar! Ouvimos com cuidado e respeito e transformamos em literatura no livro De sonhos e obras.

Fred Linardi, autor do livro, e Regina Magalhães, editora, celebram o lançamento em noite de grande festa no Museu Mazzaropi, em Taubaté.

Abertura do evento com participação de Roberto Tranjan, seguida das palavras dos colaboradores e fundadores da Teixeira Pinto.

Início do primeiro capítulo:

Embasar

Ao amanhecer, em Taubaté, o silêncio é quebrado. Num terreno, entram máquinas, ferramentas e peças pesadas. O solo, liso e inerte, aguarda prontamente para ser perfurado. Em troca, levanta a poeira que preenche o espaço, a vista e a respiração. É a resposta por ter sido despertada a grossa camada de chão duro e adormecido. É preciso força para ganhar a luta que será travada superfície abaixo. Tudo começa com o fim da mansidão.

Os engenheiros têm a atenção voltada aos veículos que chegam, parecidos com tratores. O sol bate forte sobre os capacetes. Técnicos confirmam os dados colhidos na fase de estudos do solo. A partir de hoje, este espaço será um cenário para a coletividade.

Categorias: Grandes datas, Nossos livros | Tags: , , , , | 2 Comentários

Literatura na avenida

Hoje começa o Carnaval, a festa mais popular do país, e duas escolas de samba – uma de São Paulo, outra do Rio – levarão um pouco de literatura para as passarelas em seus desfiles. A paulistana Mocidade Alegre desfilará com o enredo inspirado no livro Tenda dos Milagres, de Jorge Amado. Já a carioca Imperatriz Leopoldinense, que levará para avenida o enredo “Jorge, Amado Jorge”, contará a história de vida do escritor baiano – que em 2012 completaria 100 anos, por isso as homenagens – até a sua chegada no Rio.

Inspirações literárias vêm sendo comuns nos desfiles das escolas de samba. O próprio Jorge Amado já havia inspirado o enredo da Vai Vai em 1988: “Amado Jorge, a História de uma Raça Brasileira”. No ano passado, a Dragões da Real conquistou o título do Grupo de Acesso em São Paulo após um desfile inspirado nos contos infantis, como Branca de Neve e os sete anõesJoão e MariaAlice no país das maravilhasCinderela e Bela Adormecida. Em 2008, a Mancha Verde apresentou o enredo “És imortal! Ariano Suassuna: Sua Vida, Sua Obra, Patrimônio Cultural”, que homenageou o escritor paraibano.

Em 1989, a Unidos da Vila Maria entrou na avenida com o enredo “O Mundo Encantado de Monteiro Lobato”, sobre o escritor que também foi transformado em carnaval pela Pérola Negra, em 2002, cujo enredo foi “Monteiro Lobato, Da Fazenda Buquira (Taubaté-SP) Para o Mundo – Um Homem Além do Seu Tempo”. Também em 2002, o enredo da Águia de Ouro foi “Tupy or not tupy- Mario de Andrade”, uma lembrança ao escritor modernista. Já a Nenê de Vila Matilde levou para o Anhembi “Casa Grande e Senzala”, em 1956.

Claro que no carnaval carioca também temos muitos exemplos das letras invadindo o mundo do samba. Em 2010, por exemplo, o enredo da Acadêmicos do Salgueiro foi “Histórias sem Fim”, que contou a história da literatura. Na Marquês de Sapucaí também já foram homenageados Carlos Drummond de Andrade, Vinícius de Moraes, Manoel Bandeira, Guimarães Rosa, Machado de Assis e João do Rio, dentre outras estrelas literárias, mostrando que a literatura e a cultura popular se combinam muito bem.

Categorias: Grandes datas | Tags: , , | Deixe um comentário

Blog no WordPress.com.